Pandemia: ESTADO ATIVA 62 LEITOS PARA COVID, MAS DEIXA FOZ FORA DA LISTA

A Secretaria de Estado da Saúde anunciou nesta sexta-feira (19) a ativação de 62 leitos de enfermaria exclusivos para Covid-19menos para Foz do Iguaçu.

Notícia oficial do Governo informa a ativação de 62 leitos exclusivos para a Covid no Paraná, mas Foz do Iguaçu, com restrições e lockdow à vista, ficou fora das cidades contempladas. Do total de leitos, 52 foram disponibilizados na sexta-feira (19) e outros 10 poderão receber pacientes a partir deste sábado.

Dos leitos abertos, 15 estão no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá; 15 no Instituto Nossa Vida, no município de Coronel Vivida; 12 no Hospital e Maternidade Jesuítas, no município de Jesuítas, e 10 leitos na Associação de Saúde, na cidade de Mangueirinha. Neste sábado (20), serão 10 leitos no Hospital Bom Samaritano, em Céu Azul.

A Secretaria da Saúde do Paraná anunciou hoje (19) a ativação de 52 leitos de enfermaria nas macrorregiões Leste e Oeste do estado  -  Curitiba, 19/02/2021  -  Foto: Divulgação SESA

Novos leitos que o Estado anunciou e não contemplou Foz onde a situação caminha para lockdow total

A Secretaria de Estado da Saúde desenha e organiza a ampliação da rede de leitos para atender pacientes em todas as regiões. Para a próxima semana existe a previsão de ativação de leitos de UTI: 5 em Sarandi e 6 em Francisco Beltrão. Na sequência, a pasta prevê a ativação de 10 leitos UTI em Maringá. Foz do Iguaçu segue fora da lista.

O Paraná tem 1.216 leitos de UTI adulto, 22 UTI pediátrica; 1.779 leitos clínicos para adultos e 34 clínicos para crianças.

Hospital Municipal Germano Lauck em Foz do Iguaçu

TERRA DAS CATARATAS 

Foz do Iguaçu, cidade turística, portanto uma das mais afetadas do interior do país, não tem recebido opoio necessário na área da Saúde, por parte do Estado. Neste fim de semana, o prefeito Chico Brasileiro, parceiro político e integrante do mesmo partido de Ratinho Junior (o PSD), aumentou as restrições, o que poderá evoluir para um lockdow nos próximos dias.

“Colapsando” – Durante a coletiva de imprensa para o anúncio do “toque de recolher” na tarde desta sexta-feira (19), o diretor presidente do Hospital Municipal, Sergio Fabriz, expressou preocupação em relação à ocupação dos leitos da instituição. Segundo ele, a ocupação atual na macrorregião Oeste é de 93%, o que impacta diretamente no sistema municipal de Saúde, haja vista o atendimento médico procurado por moradores da região, e até do Paraguai, em Foz do Iguaçu.

Desde o início da pandemia, Foz do Iguaçu registrou 24.506 casos da doença e 378 óbitos. A  Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Municipal está com 100% dos leitos ocupados. Os leitos de UTI nos hospitais privados, nesta sexta-feira (19), permaneceu alta, com  83% de ocupação.

OCUPAÇÃO

O boletim da Secretaria de Estado da Saúde desta sexta-feira (19) registra 1.530 pacientes internados com diagnóstico confirmado de Covid-19. Destes, 1.284 estão em leitos SUS (653 UTI e 631 leitos clínicos/enfermaria) e 246 da rede particular (109 UTI e137 em leitos clínicos/enfermaria), o que representa 89% de ocupação geral no Estado.

“É a maior ocupação de leitos desde o início da Covid-19. Estamos no segundo dia seguido com números chegando ao limite”, afirmou o diretor de Gestão em Saúde da secretaria estadual, Vinícius Filipak. “Há meses estamos alertando gestores, profissionais da saúde, e principalmente a população, que não basta a habilitação de mais leitos”.

Ele ressaltou que a Covid-19 tem alta transmissibilidade e também alta taxa de letalidade. “Cerca de 20% dos internados vão a óbito. Por isso, nosso alerta é para que todas as medidas preventivas sejam mantidas, como o uso da máscara de proteção, a higienização constante das mãos e o distanciamento social”, afirmou Filipak.

(Da redação com AEN)

Seja o Primeiro a comentar on "Pandemia: ESTADO ATIVA 62 LEITOS PARA COVID, MAS DEIXA FOZ FORA DA LISTA"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*


%d blogueiros gostam disto: