Hot Topics

Terra das Cataratas: MUDANÇAS COM OLHOS PARA 2022

Surgem primeiros nomes do “oficialismo doméstico” municipal para a disputa de 2022.

Antes do esperado, já surgem em Foz do Iguaçu os primeiros nomes para o pleito de 2022. Nas “hostes palacianas”, Rosa Jerônymo (PSD), “agraciada” pelo marido e prefeito Chico Brasileiro (PSD) com a secretaria de Saúde, deverá disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP).

Vice-prefeito poderá disputar vaga para deputado por Foz do Iguaçu em 2022.

Quem também é lembrado para a disputa para deputado estadual, é o carismático vice-prefeito “Delegado” Francisco Sampaio (PSD). Como o PSD não lançará 2 candidatos a deputado estadual, a chance do Delegado Francisco (que, até agora, não foi apontado se exercerá alguma função na nova gestão de Chico Brasileiro) conseguir a vaga do PSD a disputa para deputado estadual por Foz do Iguaçu, é Rosa Jerônymo se “animar” com a gestão dos mais de R$ 300 Milhões da secretaria de Saúde que comandará, e se candidatar a deputada federal. O páreo é duríssimo para o vice-prefeito.

Outra opção para o vice-prefeito conseguir a vaga para disputar uma cadeira na ALEP em 2022, é ele mudar de partido (não existe necessidade de fidelidade partidária para eleitos em cargos majoritários), mas não se sabe se ele, agindo assim, teria apoio do prefeito Chico Brasileiro que, claro, deve apoiar o projeto político da esposa, Rosa Jerônymo.

Também se especula que o próprio Chico Brasileiro (que, por força de Lei, não poderá disputar outra reeleição prefeito) e aliados mais próximos dele, estariam cogitando uma eventual candidatura do atual prefeito da Terra das Cataratas a deputado federal.

Chico Brasileiro, poderá, segundo pensam seus mais fiéis aliados de hoje, dobrar ou não com a esposa Rosa Jerônymo para deputado estadual. O certo é que o grupo político “raiz” do alcaide, desde agora, já estaria preparando os nomes do “Casal 55” para o “palanque” eleitoral de 2021.

Apoiadores com as “barbas de molho”

Todas as articulações políticas palacianas não estão passando desapercebidas, entre os atuais apoiadores do prefeito Chico Brasileiro, aos que também postulam se apresentar para o pleito de 2022, como é o caso do vereador Rogério Quadros (PTB) que já anunciou publicamente essa sua intenção de lutar por uma cadeira na ALEP.

Ainda no Legislativo de Foz, nomes como os dos vereadores Karl “Kalito Stoeckl do PSD (foto ao lado), “Protetora Carol” (PP) e Yasmin Hachen do MDB (vereadora que mais recebeu votos em novembro passado) também poderão aparecer na disputa eleitoral próxima vindoura (para deputado estadual ou federal). A jovem e dinâmica vereadora está sendo cotada para assumir a secretaria da Juventude, onde terá um bom espaço de “visibilidade” com vistas a 2022, cogita-se.

Também está cotado, e com mais chance do que a vereadora do MDB, para a secretaria da juventude, o edil Alex Lima Meyer (PP). O suplente de Alex Lima é do PP e se chama Nilton Rocha. Caso Yasmin Hachen assuma uma secretaria municipal, em seu lugar assumiria seu suplente, André Santos, que também é do MDB.

PSD/Foz disputadíssimo – No caso do edil Kalito, em relação as articulações internas do PSD fronteiriço, ele estará na mesma condição do vice-prefeito Francisco Sampaio (disputar internamente uma vaga para a ALEP) e as alternativas do edil serão as mesmas de Francisco Sampaio (sair do PSD ou não ter que disputar indicação Rosa Jerômymo – o que é considerado, por motivos óbvios, briga de derrota certa no PSD local…). E tem ainda o nome de Nilton Bobato (MDB), sempre lembrado em qualquer pleito em Foz do Iguaçu.

Yasmin Hachen, é um nome forte que poderá aparecer na disputa eleitoral para deputado em 2022.

A maior preocupação de quem pretende se lançar na disputa eleitoral em 2022, parece ser a nomeação de Rosa Jerônimo comandando a pasta como maior orçamento no município (a Saúde, com R$ mais de 300 Milhões previstos).

Para algumas fontes consultadas pelo O IGUASSU, a nomeação de Rosa Jerônimo na secretaria de Saúde “faz parte do projeto eleitoreiro do prefeito Chico (Brasileiro) em 2022.”, aponta uma de nossas fontes.

“O prefeito (Chico Brasileiro) não é bobo. Ele já está de olho na possível nomeação do deputado (federal) Ricardo Barros como ministro da Saúde após a vacinação da Covid e já fez contato com o deputado para fazerem uma composição política para 2022. O prefeito espera que o deputado mande mais dinheiro para a secretaria da esposa (Saúde) fortalecendo ela  (Rosa Jerônymo). Estamos de olho nessas movimentações.”, afirma, descontente, outra fonte palaciana do O IGUASSU.

Resta saber como se posicionarão os demais interessados diretos no pleito de 2022, em especial aqueles que, a exemplo do vereador Rogério Quadros, se encontram hoje na base aliada do prefeito de Foz do Iguaçu, dentre eles, o deputado federal Fernando Giacobo (PL), o deputado Hussein Bakri (PSD), os deputado federal Paula Martins do PSC (que poderá querer nome local do partido na disputa para deputado estadual). Em suma, o “tabuleiro da política” está muito complicado para as próximas eleições, bem mais do que foi em 2020.

(Da Redação do O IGUASSU)

1 Comentário em "Terra das Cataratas: MUDANÇAS COM OLHOS PARA 2022"

  1. Como sempre teremos muitos candidatos para poucos votos e com isso, provavelmente não elegeremos ninguém no legislativo estadual e principalmente federal. Temos que convergir as ideias e colocar só.ente dois nomes e no máximo 4.

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*


%d blogueiros gostam disto: