Vidas Perdidas: FOZ CHEGA A 791 MORTOS PELA COVID, 6 SOMENTE NAS ÚLTIMAS 24H

No total, são 34.078 casos da doença no município desde o início da pandemia que segue sem controle. Foz tem o maior índice de mortes do Paraná.

Com 146 novos casos de coronavírus em 24 horas e mais seis mortes, Foz do Iguaçu continua com o maior índice de letalidade da doença no Paraná. No total, Foz do Iguaçu registrou 791 mortes pela doença desde o início da pandemia. Em dois meses (março e abril) foram 353 vidas de iguaçuenses perdidas. A ocupação de leitos de UTI segue alta, acima dos 90% no Hospital Municipal e 73% considerando os da região. Dos 125 leitos existentes, 92 estão ocupados. O problema é que uma parte considerável de quem chega à UTI vai a óbito.

A Vigilância Epidemiológica de Foz do Iguaçu confirma nesta terça-feira, 04/05/2021, os 146 casos de covid-19 em 24 horas. Dos 146 novos casos, 72 são mulheres e 74 homens, com idades entre 4 e 81 anos. Entre eles, 142 estão em isolamento domiciliar e 4 internados. Do total de casos ativos, 340 pessoas estão em isolamento domiciliar, com sinais e sintomas leves, e 135 estão internadas.

ÓBITOS CONTINUAM ALTOS

Em 24 horas, Foz do Iguaçu registrou 6 óbitos em consequência da covid-19. As vítimas são 4 homens de 60, 64, 65 e 80 anos e 2 mulheres de 34 e 47 anos. Entre os 6 óbitos, 2 ocorreram no início do ano, porém ainda estavam em investigação e foram confirmados nesta data.

MEDIDAS RESTRITIVAS CONTINUAM E TODOS OS SETORES DA ECONOMIA PAGAM A FATURA

Por falta de estatísticas e informações técnicas de onde ocorrem os contágios, a prefeitura de Foz do Iguaçu segue penalizando todos os setores da economia da cidade. Na noite desta terça-feira, 4, a gestão do prefeito Chico Brasileiro confirmou que os comércios devem se manter apenas com 40% da capacidade de público. Esse limite vale para atividades comerciais, gastronômicas, industriais e de serviços a partir desta quarta-feira (05), mediante cumprimento de todos os protocolos sanitários para evitar a transmissão da covid-19.

O decreto nº 29.174 foi publicado no Diário Oficial do Município. O funcionamento dos espaços de recreação e brinquedos coletivos infantis está permitido a partir de quarta-feira, no horário das 6h às 22h. Os locais deverão cumprir normas como o distanciamento de um metro entre o público infantil e o adulto, disponibilização de álcool em gel com acionamento pelos pés na entrada do espaço e em pontos estratégicos, higienização imediata dos brinquedos após o uso e manter um monitor para supervisionar o cumprimento dos protocolos sanitários. Também deverão assinar um termo de responsabilidade sanitária para efeitos de fiscalização.

Outra medida determinada pela administração municipal é que os mercados disponibilizem equipamentos com acionamento por pedal para higienização das mãos com álcool em gel em cada corredor dos estabelecimentos e nas áreas de hortifrutigranjeiros, açougue e panificadora.

(Da Redação com informações da PMFI)

leave a reply