Finanças: A CRIPTOMOEDA QUE O FACEBOOK QUER ESCONDER DE VOCÊ VAI MUITO ALÉM DO BITCOIN E ESTÁ PRESTES A DAR UM NOVO SALTO COM APOIO DO VALE DO SILÍCIO

Ela foi criada por um time de ex-funcionários de Mark Zuckerberg e de empresas, como Google, Amazon, Apple e Twitter, e chegou ao mercado proporcionando lucros de mais de 57.000% em apenas uma semana.

É real. O pesadelo do Facebook se tornou realidade: uma nova criptomoeda criada por ex-funcionários da rede social foi lançada recentemente no mercado e parece ter abalado as estruturas das grandes Big Techs logo em seu lançamento. 

Em questão de uma semana, a moeda proporcionou ganhos de +57.900% aos investidores e, agora, de acordo com André Franco, analista e chefe do departamento de Inteligência e Pesquisa de Criptomoedas da Empiricus, pode ir ainda mais longe nos próximos meses.

Uma nova internet descentralizada foi criada por meio desta criptomoeda

Sim, você pode não entender muito bem o que a descentralização da internet pode significar na sua rotina e na sua vida financeira, mas eu vou te explicar.

Você não paga nada para utilizar redes sociais, como Facebook e Instagram, certo? Errado. 

Hoje, empresas, como o Facebook, controlam toda a sua vida. Suas atividades, preferências, localizações, amigos, lembranças e até o seu dinheiro. 

Tudo isso é compilado em dados que são utilizados como a principal fonte de receita dessas empresas, já que elas utilizam eles para poder vender propaganda a outras empresas de maneira segmentada. 

Isso significa que, ao uma empresa anunciar, utilizando o Facebook como mídia, você é segmentado através de suas preferências e outros dados que você fornece para eles de maneira gratuita ao utilizar as redes sociais. 

É assim que eles fazem para ganhar dinheiro e é assim que você vende suas informações em troca de utilizar as redes sociais “sem pagar nada”. 

Talvez você pense que os seus gostos e atividades na internet não são lá grande coisa, mas os dados são considerados o petróleo do século 21, como disse o CEO da Mastercard, Ajay Banga, em entrevista recente. 

Mas o que pode ser utilizado para fins “inofensivos” também pode ser utilizado para outras coisas, como aconteceu recentemente no escândalo envolvendo o Facebook e a empresa Cambridge Analítica, acusada de utilizar os dados coletados na rede social para manipular as eleições de diversos países. 

Se nossos dados podem ser utilizados para manipular até as eleições, obviamente eles dão muito poder para quem os detêm e é aí que está o problema.

Uma aposta financiada por um dos maiores fundos de Venture Capital do Vale do Silício

A ideia da criptomoeda desenvolvida pelos ex- funcionários das grandes techs é criar uma “nova internet” em que a descentralização seja a palavra-chave e em que os seus dados estejam seguros e longe das mãos das grandes corporações. 

No papel a ideia parecia perfeita, por isso recebeu aporte de um dos fundos de investimentos mais prestigiados do Vale do Silício, o lendário Andreessen Horowitz. 

Fundado e dirigido pelo brilhante Mark Andreessen, investidor número 10 no ranking da Forbes de Tech Top Investors, e Ben Horowitz, investidor e empresário, o fundo possui um amplo portfólio de acertos quando o assunto é tecnologia. 

Eles investiram em empresas, como Skype, Twitter, Airbnb, GitHub, Coinbase, Buzzfeed e a mais recente delas, Clubhouse, a rede social que se tornou febre nos últimos meses.
Mas também foram eles que acreditaram na descentralização da internet proposta pela criptomoeda e fizeram os primeiros aportes de capital para financiar o desenvolvimento da tecnologia. 

O que parecia um tiro no escuro se provou extremamente eficaz e, em pouco tempo, muitas empresas já começaram a adotar e desenvolver soluções utilizando a plataforma da nova internet. 

Logo, o valor de mercado da criptomoeda já ultrapassou grandes players tradicionais da nossa Bolsa de Valores, como Porto Seguro, Azul, Sulamerica, PetroRio, Eneva, Assaí, Gol, C&A…

(Fonte: Empiricus/Coinmarketcap)

Para se ter uma noção, essas são algumas das possíveis soluções que podem ser criadas com a nova internet: 

  • Redes sociais descentralizadas nas quais os usuários têm a possibilidade de ser recompensados financeiramente pelos conteúdos produzidos em vez de terem seus dados vendidos como um produto;
  • Sistemas financeiros descentralizados, dando a possibilidade dos usuários terem controle total sobre o seu dinheiro, sem precisar confiá-lo a instituições, como bancos, e pagar taxas abusivas;
  • Armazenamento de dados em nuvens de maneira mais segura, barata e com controle total dos usuários. 

E muito mais.

As possibilidades são infinitas e vão até onde a mente nos permitir e já começaram a surgir. 

Abaixo estão algumas das empresas criadas com essa tecnologia nos últimos meses. 

Segundo famoso analista do mercado, esta moeda pode triplicar de valor a qualquer momento

Agora a tecnologia foi lançada no mercado e um leque de empresas descentralizadas já começaram a utilizar esse ambiente como plataforma para o desenvolvimento de novos negócios, o que só valida ainda mais a tese e ajuda na valorização do ativo escolhido por eles para representar tudo isso: uma criptomoeda.

Segundo relatório divulgado por André Franco, esta criptomoeda pode alcançar lucros inimagináveis já nos próximos meses. 

E, levando em consideração o histórico da carreira de Franco para encontrar boas oportunidades no mercado financeiro, a recomendação de compra desta moeda fica ainda mais imperdível. 

Desde a criação de sua carteira recomendada de criptomoedas, ele já entregou + 1.750% de lucros para os investidores que seguem suas recomendações. 

Foram apostas certeiras em ativos que proporcionam ganhos inimagináveis para os investidores que contam com toda a estrutura necessária para investir em criptomoedas com segurança. 

“Meu objetivo como profissional é trazer o máximo de pessoas possível para este mercado e ajudá-las a buscar ganhos que não seriam possíveis no mercado de ações tradicional. Por isso eu forneço toda a estrutura para que a pessoa aprenda a investir em criptomoedas com segurança, ensinando desde como abrir a conta em uma corretora até como e quais ativos ela deve comprar para ter chances de lucro”, diz André. 

Você pode acessar o relatório completo da moeda para investir nela ainda hoje

Foi pensando nisso que André tomou uma atitude e decidiu disponibilizar de maneira gratuita o relatório completo em que fala sobre sua tese de investimento e os motivos que o levam a acreditar que esta moeda pode decolar nos próximos dias. 

Além disso, junto com o relatório, você tem acesso gratuito de 7 dias à carteira de criptomoedas completa do analista, assim como ao curso Crypto X-press, no qual André ensina tudo o que você precisa saber para começar a comprar suas primeiras criptomoedas com segurança. 

Para acessar o relatório e destravar o seu acesso à carteira de criptomoedas, basta clicar no botão abaixo.

(Da Redação com MoneyTimes)

leave a reply