Humanos em Marte: NASA REVISA PLANO PARA PISAR NO PLANETA VERMELHO

A NASA divulgou nesta terça-feira (20) uma versão revisada de seu plano “da Lua para Marte”, que visa usar o nosso satélite natural como um “trampolim” para levar humanos pela primeira vez ao planeta vermelho. A atualização deve ajudar a agência a encontrar parceiros e financiar o programa. 

A revisão começou analisando os 50 objetivos iniciais desenvolvidos pela diretoria da agência no começo do ano. Depois disso, consultando especialistas e realizando workshops com parceiros da indústria espacial, a NASA chegou a uma versão atualizada do plano que agora conta com  63 objetivos finais.

“Precisamos de um roteiro com poder de permanência e, por meio de um processo colaborativo, identificamos um conjunto central de objetivos definidos para atingir nossas metas de exploração com nossos parceiros”, disse Pam Melroy, vice-administradora da NASA. “Esses objetivos são práticos e aspiracionais, e ficamos satisfeitos com as contribuições ponderadas de nossa força de trabalho, indústria e parceiros internacionais que se juntarão a nós para moldar nosso futuro juntos.”

O plano para chegar em Marte começa com a Artemis

A missão Artemis 1 é o ponto de partida da estratégia da NASA para chegar em Marte. O programa Artemis visa estabelecer a presença humana na Lua possibilitando não apenas a exploração do satélite natural mas também lançamentos para outros pontos do sistema solar a partir de lá. 

Decolar a partir da Lua pode fazer uma viagem para Marte ser mais curta e segura, economizando combustível. No entanto, para isso é necessário o avanço do programa Artemis, que tem a primeira missão, ainda não tripulada, marcada para o fim do mês.

“Estamos ajudando a administrar o movimento global da humanidade para o espaço profundo”, disse Jim Free, administrador associado da NASA para a Diretoria de Missão de Desenvolvimento de Sistemas de Exploração. “Os objetivos ajudarão a garantir que uma estratégia de longo prazo para a exploração do sistema solar possa manter a constância de propósito e mudanças climáticas e políticas de financiamento. Eles ajudam a fornecer uma direção clara à medida que novas tecnologias, veículos e elementos são desenvolvidos nos próximos anos e são projetados para serem realisticamente alcançáveis”.

Se tudo correr conforme o planejado, a missão Artemis 2 vai enviar astronautas em um voo que fará o mesmo circuito, no ano de 2024. E então, em 2025 ou 2026, a missão Artemis 3 vai finalmente pousar astronautas na Lua, sendo esta a primeira vez que uma mulher e uma pessoa preta vão pisar em solo lunar.

 

(Da Redação com Olhar Digital)

leave a reply