Campanha: SETEMBRO AMARELO TERMINA NESTA SEXTA (30) COM RODA DE CONVERSA NA GUARDA MUNICIPAL

Até o final do mês, serão mais de 120 encontros realizados em colégios, empresas, unidades de saúde e órgãos de segurança; campanha é organizada pela Secretaria da Saúde entidades parceiras.

O mês destinado à valorização da vida e à prevenção do suicídio está sendo marcado por uma série de ações de sensibilização em Foz do Iguaçu. O encerramento da campanha acontece nesta sexta-feira (30), às 8 horas, no auditório da Guarda Municipal.

Até lá, serão mais de 120 encontros promovidos pela Secretaria Municipal da Saúde e entidades parceiras em colégios, unidades básicas de saúde, associações de moradores, empresas e órgãos de segurança – o maior número dos últimos anos em que a campanha é realizada.

Para a diretora de saúde mental do município, Renata Carvalho, as pessoas estão mais “abertas” a ouvir e a debater o tema, que antes era visto como tabu. “Acreditamos que isso se deu por conta da pandemia. O nosso cenário está muito diferente, tivemos mudanças bruscas no estilo de vida, pessoas perderam o emprego, seus entes queridos, o isolamento social, a aflição das incertezas. Todos estes fatores geraram maior adoecimento emocional e as pessoas precisam ter espaço para tratar e ressignificar este momento”, afirma.

Nas rodas de conversa, os profissionais da saúde falam sobre as formas de acolher para prevenir e de como buscar ajuda ao primeiro sintoma de depressão. “Oportunizamos o acolhimento para pensar em novos hábitos, como o exercício da resiliência, de valorização da saúde, de novos laços familiares e de amizades, de oportunidades do aperfeiçoamento do trabalho, atitudes de solidariedade e abandono de práticas opressivas do meio social”, explicou Renata.

A programação desta semana será com alunos dos Colégios Militar de Foz do Iguaçu (Bartolomeu Mitre), Dom Pedro II, Barão do Rio Branco, Armiro Sartori, Pioneiros e Colégio Konner, em Santa Terezinha de Itaipu.

“Tivemos o maior número de colégios participando da campanha, mas atendemos também a Aeronáutica, Exército, Marinha, Polícia Militar e agora, na sexta-feira, a Guarda Municipal. As rodas de conversa chegaram ainda às penitenciárias, aos colaboradores de hotéis, supermercados e conselheiros do COMUS”, concluiu Renata.

O Setembro Amarelo tem o apoio das seguintes entidades: Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (COMUD), Conselho Regional de Psicologia (CRP), Centro de Valorização da Vida (CVV), Câmara Técnica da Rede de Atenção Psicossocial, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Federal, Unila, Unioeste, UDC, Uniamérica, Sagrada Família, Associação Fraternidade Aliança (AFA) e Conselho Tutelar.

 

(Da Redação com AMN)

leave a reply