Foz do Iguaçu: ATRATIVOS E SETOR HOTELEIRO REGISTRAM DEZEMBRO HISTÓRICO PARA O SETOR TURÍSTICO

Mais de 160 mil turistas lotaram a cidade e contribuíram para crescimento do número de visitantes em 2022.

O mês de dezembro encerrou o ano turístico de Foz do Iguaçu de maneira positiva para diversos setores. A taxa de ocupação nos meios de hospedagem, que chegou a 70%, impulsionada pelo período das festas de fim de ano, trouxe reflexos para a economia do município.

Somente no Parque Nacional do Iguaçu, considerado o principal atrativo da cidade, foram quase 160 mil visitantes, vindos do Brasil (110.973), além dos vizinhos Argentina (15.290) e Paraguai (6.934).

Contudo, a beleza das Cataratas do Iguaçu trouxe também visitantes de países ainda mais distantes, como a Malásia e até mesmo Taiwan. Os turistas dos Estados Unidos, Espanha, França, Alemanha e outros vizinhos da América do Sul foram outras presenças garantidas.

O Parque das Aves e o Marco das Três Fronteiras também colecionaram visitantes durante o mês de dezembro, recebendo 72.173 e 40.146 turistas, respectivamente, além da Itaipu Binacional, com 43.012 pessoas conhecendo todo o Complexo Turístico da Usina.

Crescimento conjunto

De acordo com o prefeito Chico Brasileiro, o Natal Águas e Luzes 2022 foi mais uma atração positiva encontrada pelos turistas que desembarcaram em Foz do Iguaçu. O crescimento exponencial das atividades turísticas do último ano foi definido pelo prefeito como o resultado da união entre os setores.

“Quando olhamos para todos esses números, estamos falando de empregos gerados, valores girando em nossa economia, sonhos e metas sendo cumpridas. Isso só acontece por termos uma gestão integrada com os setores púbicos e privados, essenciais para a recuperação após enfrentar o pior momento de nossa história. Há muito para comemorar”, afirmou Brasileiro.

Para o presidente do Conselho Municipal de Turismo (Comtur), Yuri Benites, o mês de dezembro foi a coroação de um ano em que a cidade retomou completamente os ganhos dentro da principal atividade econômica exercida.

“Sofremos por meses imaginando como seria a retomada e quais seriam os resultados. Ao ver tudo isso, reafirmamos a certeza de que o setor turístico iguaçuense é capaz de se reinventar e voltar a bater recordes. Neste novo ano, novos ventos sopram a favor de novas conquistas. 2023 será ainda melhor”, garantiu.

Dados marcantes em 2022

Os principais atrativos turísticos de Foz do Iguaçu apresentaram balanços animadores durante 2022. Novamente, o Parque Nacional do Iguaçu foi o mais visitado, totalizando 1.434.308 visitantes de 148 países.

Além de superar o total registrado em 2021, com 655.335, os dados do Parque mostram uma recuperação de 71% quando comparado a 2019, ano que antecedeu a pandemia e estabeleceu o recorde histórico de 2.020.358 ingressos vendidos.

O Parque das Aves se aproximou dos 700 mil visitantes, fechando o ano com 693.833, aumento de quase 100% em relação a 2021, que registrou 349.663 pessoas.

No Complexo Turístico Itaipu, foram 418 mil turistas realizando a visitação panorâmica, além de outras opções de passeio, como o Refúgio Biológico Bela Vista. Ainda em 2022, a usina registrou a grande marca de 25 milhões de visitantes, registrados desde 1977.

“Podemos enxergar o reflexo disso em toda a economia, com turistas lotando meios de hospedagem em todas as categorias. A estrutura da cidade é completa e isso se comprova a cada ano”, completou o secretário de Turismo e Projetos Estratégicos, Lourenço Kurten.

 

 

(Da Redação com AMN/Assessoria – Foto: Christian Rizzi/PMFI)

leave a reply