O general Joaquim Silva e Luna, foi indicado por Jair Bolsonaro para a presidência da companhia. A expectativa é que, na segunda-feira (12), o militar seja eleito conselheiro de administração da empresa… E a Petrobras já Redução do preço do óleo diesel é de 2,2% nas refinarias a partir deste sábado (10).

Indicado por Jair Bolsonaro para a presidência da Petrobras, o general da reserva, Joaquim Silva e Luna, deve assumir o cargo na próxima semana. A expectativa é que, na segunda-feira (12), o militar seja eleito conselheiro de administração da empresa – pré-requisito para que ele seja efetivado presidente da petroleira. Enquanto isso, Silva e Luna mantém os trabalhos de transição junto à atual administração. Nesta sexta-feira, estão previstas reuniões com indicados para as vagas abertas na diretoria.

Após a eleição, em assembleia geral extraordinária (AGE) de acionistas, Silva e Luna passará em seguida pelo crivo do conselho – encerrando, assim, quase dois meses de trâmites de um turbulento processo de sucessão que começou no dia 19 de fevereiro, quando o governo indicou o nome do então diretor-geral de Itaipu Binacional para comandar a petroleira, no lugar de Roberto Castello Branco.

Embora ainda não haja uma data definida para a reunião de conselho que apreciará a indicação de Silva e Luna para a presidência da companhia, a expectativa, segundo pessoas envolvidas no processo, é de que o encontro ocorra nos dias seguintes à AGE.


PETROBRAS ANUNCIOU REDUÇÃO NO PREÇO DO DIESEL A PARTIR DESTE SÁBADO (10)

Redução do preço do óleo diesel é de 2,2% nas refinarias.

A Petrobras anunciou nesta sexta (9) corte de 2,2% no preço do óleo diesel em suas refinarias. É a segunda redução em abril, após a escalada verificada no início de 2021 usada pelo presidente Jair Bolsonaro para justificar a troca no comando da estatal.

O preço da gasolina, que também já foi reduzido em março, permanecerá inalterado.

Segundo a empresa, a partir deste sábado (10), o preço médio de venda do diesel nas refinarias R$ 2,66 por litro, redução de R$ 0,08 por litro em relação à média vigente até esta sexta. O corte acompanha a variação das cotações internacionais e a queda do dólar.

Ocorre em um momento de pressão nos preços diante da perspectiva de aumento do biodiesel, que representa 13% da mistura vendida nos postos. Além disso, em maio acaba o período de isenção de impostos federais sobre o combustível, que também tende a pressionar o preço final.

Uma terceira fonte de pressão vem da carga tributária: pela segunda vez após a isenção de impostos federais sobre o preço do óleo diesel, estados elevaram no início do mês o preço de referência para a cobrança de ICMS sobre o combustível. Desta vez, a alta ocorreu em 19 estados e no Distrito Federal.

A Fecombustíveis (Federação do Comércio Varejista de Combustíveis e Lubrificantes) diz que, mantidas as condições de preço do último leilão de biodiesel iniciado pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), o biocombustível passaria a contribuir com R$ 0,67 por litro para o preço de bomba.

Isso porque as ofertas de venda no leilão chegaram a R$ 7,50 por litro, quase R$ 3 a mais do que o valor médio do último leilão, em fevereiro – valor que já representava alta de 56% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Diante do preço elevado, a ANP suspendeu o leilão e o governo agora estuda reduzir o percentual de mistura obrigatória para tentar conter a escalada.

“Estamos fazendo um alerta ao governo sobre as altas de preços do diesel que estão por vir, principalmente com o retorno da cobrança do PIS/Cofins do diesel”, disse em nota o presidente da Fecombustíveis, Paulo Miranda.

A alta do diesel é um dos fatores que contribuíram para que o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) de março ter atingido o maior patamar desde 2015, 0,93%. Em 12 meses, a inflação chegou a 6,10%, valor superior ao teto da meta para 2021, de 5,25%.

Em nota, a Petrobras diz que “é importante reforçar que os preços praticados pela Petrobras buscam equilíbrio com o mercado internacional e acompanham as variações do valor dos produtos e da taxa de câmbio, para cima e para baixo”.

“Os reajustes são realizados a qualquer tempo, sem periodicidade definida, de acordo com as condições de mercado e da análise do ambiente externo. Isso possibilita a companhia competir de maneira mais eficiente e flexível e evita o repasse imediato da volatilidade externa para os preços internos”, completou a estatal.

Lucro recorde

A Petrobras encerrou o quarto trimestre de 2020 com lucro recorde de R$ 7 bilhões, apesar do momento de crise. Segundo a Economatica, o resultado é tanto recorde nominal entre as empresas brasileiras como também quando se ajustam os valores dos maiores lucros da história pela inflação.

(Da Redação com Valor Econômico e Jornal do Noroeste)

By admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *