Melhoria faz parte de uma série de obras do macroprojeto de infraestrutura para Foz do Iguaçu com impactos positivos para a economia da tríplice fronteira e dos municípios da região. Presidente também deverá prestigiar a troca de comando na Itaipu. Silva e Luna assumirá a PETROBRAS, sendo substituído na binacional de energia pelo general João Francisco Ferreira.

O presidente Jair Messias Bolsonaro (foto ao lado) deverá vir nesta quarta-feira (7) a Foz do Iguaçu, para a inauguração da ampliação da pista do Aeroporto Internacional Cataratas. Esta é a 6ª visita de Bolsonaro à cidade.

O evento acontecerá às 13h30 no saguão do aeroporto. Em seguida o Presidente vai até o Cineteatro dos Barrageiros, na usina de Itaipu, onde fará a transição do cargo de diretor-geral da binacional com horário previsto para às 15h30. O General Joaquim Silva e Luna vai para a Petrobras e no seu lugar assume o general João Francisco Ferreira.

A ampliação do aeroporto faz parte de uma série de obras do macro projeto de infraestrutura para Foz do Iguaçu com impactos positivos para a economia da tríplice fronteira e dos municípios da região. As obras efetivamente saíram do papel após Bolsonaro assumir a presidência e nomear o General Silva e Luna na Itaipu.

Em parceria com o Estado, por meio de Itaipu, foram investidos na gestão Silva e Luna R$ 2,5 bilhões em obras estruturantes, com geração de mais de 2,5 mil empregos diretos e indiretos.

OBRAS DO AEROPORTO E DUPLICAÇÃO DA VIA DE ACESSO

Em 28 de fevereiro de 2020, Itaipu, Governo Federal e Governo do Paraná anunciaram oficialmente o início das obras de ampliação do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu – que integram o rol de investimentos estratégicos da Itaipu na infraestrutura da região.

Pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, quando ainda estava em obras, as quais fazem para de um investimento de R$ 69.4 milhões de Itaipu na valorização da infraestrutura

As melhorias no aeroporto com a participação da Itaipu foram além da ampliação da pista de pouso e decolagem. Elas incluem outras duas frentes: a construção de ciclovia e a duplicação da via de acesso, entre a BR-469 (Rodovia das Cataratas) e o terminal, e a ampliação do pátio de manobras das aeronaves.

Ambas também avançaram rapidamente e já estão praticamente prontas, faltando apenas acabamento e a homologação junto à Infraero. As obras, com custos de R$ 69,4 milhões, receberam 80% de recursos da Itaipu e o restante da Infraero.

TROCA DE COMANDO NA ITAIPU

Em relação à transmissão de cargo, os governos do Brasil e do Paraguai têm a atribuição de nomear a Diretoria Executiva da Itaipu Binacional, por meio de indicação da Eletrobras e da Administración Nacional de Electricidad (ANDE). Para cada cargo reservado a um país, há um posto equivalente destinado à outra margem da usina.

O nome do general Ferreira (foto acima) deve ser oficialmente confirmado em Diário Oficial da União nesta semana, mas a indicação já havia sido anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 19 de fevereiro. Na mesma data o presidente anunciou Silva e Luna para o comando da Petrobras, o que deverá ser confirmado na assembleia da estatal, marcada para o próximo dia 12.

O general João Francisco Ferreira substitui o general Joaquim Silva e Luna depois de dois anos e um mês frente à Itaipu. Ferreira será o 14º diretor-geral brasileiro da Itaipu Binacional.

(Da Redação com JIE)

By admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *